Artroscopia ou cirurgia artroscópica é um procedimento cirúrgico que os cirurgiões ortopédicos usam para visualizar, diagnosticar e tratar problemas dentro de uma articulação. A palavra artroscopia vem de duas palavras gregas, "arthro" (articulação) e "skopein" (para olhar). O termo significa literalmente "olhar dentro da articulação".

Artroscopia do joelho com reparo meniscal

 Em um exame artroscópico, um cirurgião ortopédico faz uma pequena incisão na pele do paciente e insere instrumentos do tamanho de um lápis que contêm uma pequena lente e um sistema de iluminação para ampliar e iluminar as estruturas dentro da articulação. A luz é transmitida através de fibras ópticas até o final do artroscópio que é inserido na articulação.

 

artroscopia do joelho

 

  Ao ligar o artroscópio a uma câmera de televisão em miniatura, o cirurgião é capaz de ver o interior da articulação através desta incisão muito pequena, em vez de uma grande incisão normalmente necessária para a cirurgia convencional. A câmera de televisão acoplada ao artroscópio exibe a imagem da articulação em uma tela de televisão, permitindo que o cirurgião olhe, por exemplo, por todo o joelho ou ombro. Isso permite que o cirurgião veja a cartilagem, os ligamentos e a rótula. O cirurgião pode determinar a extensão ou o tipo de lesão e, em seguida, reparar ou corrigir o problema, se necessário.

 

 

 Por que a artroscopia é necessária?

 

 Diagnosticar lesões nas articulações e doenças começa com uma história médica completa, exame físico e algumas vezes exames complementares como raios-X, ultrassom ou ressonância magnética.  Através do artroscópio, é feito um diagnóstico final, que pode ser mais preciso do que através de cirurgia "aberta" ou de estudos radiográficos.

Algumas das condições mais frequentes encontradas durante os exames artroscópicos das articulações são:

 Inflamação

Por exemplo, a sinovite é uma inflamação do revestimento interno do joelho, ombro, cotovelo, pulso ou tornozelo.

 Lesão Aguda ou Crônica

  • Ombro:Rupturas do tendão do manguito rotador, síndrome do impacto e luxações recorrentes
  • Joelho: Lágrimas de menisco (cartilagem), condromalácia (desgaste ou lesão da almofada de cartilagem) e ruptura do ligamento cruzado anterior com instabilidade
  • Punho: síndrome do túnel do carpo
  • Corpos soltos de osso e / ou cartilagem: por exemplo, joelho, ombro, cotovelo, tornozelo ou punho

 Alguns problemas associados à artrite também podem ser tratados. Vários procedimentos podem combinar cirurgia artroscópica e convencional.

  • Cirurgia do manguito rotador
  • Reparação ou ressecção de cartilagem rasgada (menisco) do joelho ou ombro
  • Reconstrução do ligamento cruzado anterior no joelho
  • Remoção de revestimento inflamado (sinóvia) no joelho, ombro, cotovelo, pulso, tornozelo
  • Liberação do túnel do carpo Reparação de ligamentos rasgados
  • Remoção de osso solto ou cartilagem no joelho, ombro, cotovelo, tornozelo, pulso.

 

 

Artroscopia do Ombro

 

  Embora o interior de quase todas as articulações possa ser visto com um artroscópio, seis articulações são mais frequentemente examinadas com este instrumento. Estes incluem o joelho, ombro, cotovelo, tornozelo, quadril e punho. Como avanços são feitos na tecnologia de fibra óptica e novas técnicas são desenvolvidas por cirurgiões ortopédicos, outras articulações poderão ser tratadas com mais freqüência no futuro.

 

 Como é realizada a artroscopia?

 

 A cirurgia artroscópica, embora muito mais fácil em termos de recuperação do que a cirurgia "aberta", ainda requer o uso de anestésicos e o equipamento especial em uma sala de cirurgia do hospital. Você receberá um anestésico geral, espinhal ou local, dependendo da avaliação pré cirúrgica e da lesão.

 Uma pequena incisão (aproximadamente do tamanho de uma casa de botão) será feita para inserir o artroscópio. Várias outras incisões podem ser feitas para ver outras partes da junta para inserir outros instrumentos.

 Quando indicado, a cirurgia corretiva é realizada com instrumentos especialmente projetados que são inseridos na articulação através de incisões acessórias. Inicialmente, a artroscopia era simplesmente uma ferramenta de diagnóstico para o planejamento de cirurgia aberta padrão. Com o desenvolvimento de melhores instrumentação e técnicas cirúrgicas, muitas condições podem ser tratadas artroscopicamente.

 Por exemplo, a maioria das lesões meniscais no joelho pode ser tratada com sucesso com cirurgia artroscópica.

 Artroscopia do joelho

 Após a cirurgia artroscópica, as pequenas incisões serão cobertas com curativo. Você será transferido da sala de cirurgia para uma sala de recuperação. Muitos pacientes precisam de pouca ou nenhuma medicação para a dor.

 Antes de receber alta, você receberá instruções sobre os cuidados com suas incisões, quais atividades você deve evitar e quais exercícios você deve fazer para ajudar na sua recuperação. Durante a visita de acompanhamento, o Dr Daniel irá inspecionar suas incisões; remover suturas, se presentes; e discutirseu programa de reabilitação.

 A quantidade de cirurgia necessária e o tempo de recuperação dependerão da complexidade do seu problema. Ocasionalmente, durante a artroscopia, o cirurgião pode descobrir que a lesão ou doença não pode ser tratada adequadamente apenas com artroscopia. A extensa cirurgia "aberta" pode ser realizada enquanto você ainda estiver anestesiado, ou em uma data posterior depois de ter discutido as descobertas com o Dr Daniel Rezende.

 

 

 Quais são as possíveis complicações?

 

Embora incomum, as complicações ocorrem ocasionalmente durante ou após a artroscopia. Infecção, flebite (coágulos sangüíneos de uma veia), edema ou sangramento excessivo, danos aos vasos ou nervos sangüíneos e ruptura do instrumento são algumas complicações, mas ocorrem em menos de 0,1% de todos os procedimentos artroscópicos.

 

 

 Quais são as vantagens?

 

 Embora a cirurgia artroscópica tenha recebido muita atenção do público, pois é usada para tratar atletas bem conhecidos, é uma ferramenta extremamente valiosa para todos os pacientes ortopédicos e geralmente é mais fácil para o paciente do que a cirurgia "aberta". Alguns dos pacientes realizam sua cirurgia artroscópica como pacientes ambulatoriais e recebem alta no mesmo dia da cirurgia.

 

 

 Como é a recuperação depois da artroscopia?

 

 As pequenas perfurações levam vários dias para cicatrizar. O curativo cirúrgico geralmente pode ser removido na manhã seguinte à cirurgia e tiras adesivas (Micropore por exemplo) podem ser aplicadas para cobrir as pequenas incisões de cicatrização. Embora as perfurações sejam pequenas e a dor na articulação submetida à artroscopia seja mínima, leva-se várias semanas até que a articulação se recupere ao máximo. Um programa específico de atividade e fisioterapia pode ser sugerido para acelerar sua recuperação e proteger as futuras funções das articulações. Não é incomum que os pacientes voltem ao trabalho ou à escola ou retomem as atividades diárias em poucos dias. Atletas e outros que estão em boas condições físicas podem, em alguns casos, retornar às atividades esportivas dentro de algumas semanas. Lembre-se, porém, que as pessoas que necessitam da artroscopia podem ter muitos diagnósticos e condições preexistentes diferentes, portanto, a cirurgia artroscópica de cada paciente é única para essa pessoa. O tempo de recuperação refletirá essa individualidade.

 

 

Referência: Academia Americana de Cirurgia Ortopédica

 

Dr Daniel Rezende Ortopedista em Porto Seguro Bahia